• Mi cuenta Crear una cuenta
  • Envío 24h en península antes de
Busca tu tienda MASmusculo
  • 910 60 96 55 910 60 96 55
    LUN a VIE 9:00 a 19:30h / SÁB: 9:30 a 13:30h

O mecanismo da L-carnitina: como funciona realmente.

Todos conhecemos os benefícios deste composto para o nosso corpo, mas como atua realmente?

A carnitina é uma amina quaternária que se sintetiza a partir de dois aminoácidos essenciais: a lisina e a metionina, de onde se origina a sua forma L ou levógira que é a sua parte biologicamente ativa, enquanto que o seu enantiómero D não o é.

L-carnitina

A L-carnitina transporta os grupos acilo de cadeia longa dos ácidos gordos (os menores de 10 átomos de carbono) desde o citosol até à matriz mitocondrial, onde se oxidam na mesma matriz ou nos peroxissomas.

Os ácidos de cadeias longas, mais de 20 carbonos, que são os que habitualmente ingerimos na nossa dieta, têm que ser ativados na membrana externa mitocondrial.

Durante a ativação obtém-se as moléculas de Acil-CoA, sendo estas as que impedem a sua passagem através da membrana mitocondrial, precisando de um mecanismo especial de transporte através da membrana.

Aqui é onde entra em jogo a carnitina, que reage com a Acil-CoA, transferindo o grupo Acil para a carnitina e formando-se a acilcarnitina, esta entra na membrana interna mitocondrial, encontrando-se com uma molécula de CoA e transferindo o grupo Acilo para esta.

Desta forma, a L-carnitina colabora através de reações sucessivas no transporte dos ácidos gordos de cadeia longa até ao interior da matriz mitocondrial para a sua posterior degradação por β-oxidação. Podemos ver tudo isto claramente no esquema seguinte:

esquema-l-carnitina

Resumindo, a l-carnitina é um elemento chave para a oxidação dos ácidos gordos, conhecida por β-oxidação, na mitocôndria, libertando assim energia em forma de ATP.

É necessário esclarecer que não é rigorosamente um “queimador de gorduras”, é um transportador que ajuda as gorduras a queimar-se corretamente. Sem a ajuda deste aminoácido, as gorduras não poderiam oxidar-se adequadamente, quando armazenadas no nosso corpo.

A síntese e a produção no nosso corpo apenas podem ocorrer em quantidades adequadas sempre que seguimos uma dieta correta, mesmo que existam situações nas quais se recomenda suplementos desta:

  • A l-carnitina é fundamental para o correto funcionamento do coração, pelo que se recomenda perante uma insuficiência cardíaca, angina de peito, etc., uma vez que como suplemento, favorece a contração das células musculares cardíacas, além de ser também um vasodilatador e um antioxidante.
  • Usa-se também como suplemento quando se faz um treino físico, uma vez que aumenta o fornecimento de energia para os músculos.
  • Nas dietas de emagrecimento, porque mobiliza e transporta os depósitos de gordura para obter energia. Uma dieta baixa em calorias, com suplementos de carnitina favorece a perda de gordura corporal.

Um novo estudo concluiu que os suplementos de carnitina podem melhorar a recuperação de pacientes jovens em distúrbios e dores musculares.

Os suplementos de L-carnitina L-tartarato reduzem tanto a mioglobina como a concentração de creatina quinase, proporcionando uma evidencia adicional de que a L-carnitina reduz a alteração muscular pós-exercício. Estes resultados apoiam as conclusões adicionais de que a L-carnitina L-tartarato reduzem significativamente a dor muscular imediatamente depois do exercício e após 24 a 48 horas pós-exercício em comparação com o placebo (1).

Frente a tudo isto, a L-carnitina pode ser um bom suplemento quando praticamos exercício intenso, uma vez que ajuda a queimar gordura e age como fornecedor energético muscular. Existem muitos tipos de produtos que nos proporcionam este aminoácido, podemos tomar diretamente a L-carnitina com produtos como Dymatize Liquid L-carnitna ou NOW L-Carnitina liquid, ou ainda sob a forma de Acetil L-carnitina.

Bibliografía:

  • (1) L-Carnitine L-tartrate supplementation favorably affects biochemical markers of recovery from physical exertion in middle-aged men and women. Ho JY, Kraemer WJ, Volek JS, Fragala MS, Thomas GA, Dunn-Lewis C, Coday M, Häkkinen K, Maresh CM. Metabolism. 2010;59(8):1190-9.
  • (2) Ultra-structural Aspect of the Effect of L–carnitine on the Gluteus medius Musclein Thoroughbred Racehorses Subjected to a High Intensity Exercise. Marison De Vera. Luis Eduardo Sucre.
  • (3) Carnitina, ¿realidad o publicidad? Florencia Picchi Frigueira. Oscar J. Cordero.

Escribir un comentario

Su dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados *

Información básica de protección de datos. Responsable del tratamiento: Osuna Sport SL. Finalidad: publicación de preguntas / comentarios. Base legitimadora: Consentimiento del interesado. Ejercicio de derechos e información ampliada sobre protección de datos en política de privacidad